PUBLICIDADEspot_imgspot_img
20 C
Cuiabá
sexta-feira, 30, setembro, 2022

Prefeitura de Nova Bandeirantes afirma que não houve uso ilegal de maquinários em abertura de estrada; área não é do prefeito

A prefeitura de Nova Bandeirantes divulgou nota, ontem no final da tarde, através do advogado Rony de Abreu Munhoz, negando que maquinários estivessem sendo usados para desmatamento e queimadas ilegais em áreas rurais, classificando o caso como “notícias falsas”. A prefeitura esclarece que “vem executando os trabalhos de revitalização, reforma e ampliação da Estrada Tamarana, após aprovação da lei municipal 1269/2021, com as devidas autorizações dos proprietários da Reserva Marupá, que realizaram doação de aproximadamente 12 a 14 metros para que a prefeitura pudesse executar a abertura da estrada”.

“Importante mencionar que referida estrada é ligada a Linha do Professor Manoel, sentido Paranorte, que irá beneficiar mais de 200 famílias que residem nessa localidade, já que com a abertura da referida estrada, será reduzido cerca de 75 quilômetros, facilitando a acessibilidade das famílias para se deslocarem até a sede do município. Além disso, o Ministério Público Estadual vem cobrando providências do município, já que nessa região residem crianças que necessitam se deslocar até à escola”, expõe a prefeitura.

“Referente a prática de desmate ilegal em propriedades particulares por parte da prefeitura municipal, trata-se de notícias falsas, eis que a prefeitura, por meio da secretaria de Infraestrutura, iniciou os trabalhos de revitalização, reforma e ampliação posteriormente as práticas irregulares cometidas naquela localidade, onde a secretaria de Infraestrutura não tem poder de fiscalização ambiental, executando apenas o serviço composto no plano de obra, sendo assim, cada proprietário é responsável pelo passivo ambiental ocorrente na sua propriedade”.

“Por fim, a prefeitura de Nova Bandeirantes lamenta a postura dos responsáveis envolvidos na disseminação dessa Fake News, além de não compactuar com quaisquer práticas de crimes ambientais, e nos colocamos à disposição da população para esclarecimento de eventuais dúvidas”, conclui a nota.

Na última sexta-feira, a Polícia Civil informou que realizou, em Nova Bandeirantes, a operação “Natura Clamat” (natureza chora) e sete pessoas que faziam a abertura de estradas formando loteamento sem autorização da secretaria estadual de Meio Ambiente, sem planejamento legal para a execução dos trabalhos, foram encaminhadas à delegacia. A polícia informou que “foram encontrados caminhões e máquinas, com a logomarca da secretaria municipal de Obras de Nova Bandeirantes desmatando fazendo queimada ilegal, bem como identificado que uma das propriedades pertence a um parente do atual prefeito do município”.

Através da assessoria, a delegada titular da DEMA (Delegacia de Meio Ambiente), Liliane de Souza Santos Murata Costa, explicou que, conforme mapas do Sistema de Monitoramento de Desmatamento e Queimadas do Estado, a região faz parte do Bioma Amazônico, entretanto, no último ano “a área foi completamente devastada”.

Diferente do informado anteriormente por Só Notícias, a área fiscalizada não pertence ao prefeito César Augusto Périgo, mas seria de um parente dele, conforme a informação policial. O conteúdo anterior foi corrigido.

MAIS LIDAS
PUBLICIDADEspot_img
NOTÍCIAS RELACIONADAS
PUBLICIDADEspot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui